Falando sobre Six Sigma Process Map

Postado por Mauricio Dorneles

PMAP - Process Map

O processo

Um processo é uma série de atividades que transformam um conjunto de inputs em um conjunto específico de outputs.


O Mapa do Processo é a representação visual do processo.
Uma série de atividades (Tarefas)
Inputs que são Transformados em Outputs
Tolerâncias e Especificações
Expectativas dos Clientes
Gargalos
Sub-processos de retrabalho
Fornecedores
Mapas do Processo são documentos de trabalho.
O escopo do Mapa de Processo é determinado pelo SIPOC
Os Inputs e Outputs de alto nível vem diretamente do SIPOC.
O nível de detalhamento é determinado por seu Projeto
Você deveria detalhar o suficiente para poder resolver o problema
Você não deveria detalhar demais
Somente se aprofunde em uma etapa do processo se você sabe que  o problema está contido naquela etapa
O PMAP não foi criado para fazer parte do seu Plano de Controle “Permanente”
O PMAP é um documento vivo somente durante seu projeto
Quando o projeto está terminado, o PMAP é arquivado
O Time Multifuncional




Membros do Time
Conhecimento
Experiência
Perspectiva
Personalidade
Planejamento
Disponibilidade
Eficácia
Método
Caminhe o Processo
Indivíduo vs. grupo
Verificação
Comprometimento
  Promova a objetividade
  Ouça as sugestões e queixas
Verifique!!!
 




Mapeando o Processo
Você deve percorrer o processo
(Veja com seus próprios olhos!)
Um Mapa do Processo deveria ser construido ainda no início de seu projeto para a lhe ajudar a ficar familiarizado com o processo.
Use a Documentação / Porém não se baseie muito nela:
Especificações do Processo
Planos de Controle do Processo
Instruções do Operador
Especificações das peças e materiais
Desenhos dos ProdutosLhe ajuda a determinar como o processo é realmente realizado
Lhe ajuda a identificar os inputs e outputs importantes, e como estes se relacionam.
Lhe ajuda a descobrir a “Fábrica Ocultaque está sempre presente!
Criando um PMAP
Crie um Mapa do Processo   em Cinco Passos Simples
    1.  Liste os Inputs e Outputs do processo de alto nível
  2.  Identifique todas as etapas do processo
  3.  Identifique os Outputs chave de cada etapa do processo
  4.  Identifique e classifique os Inputs chave de cada etapa do processo
  5.  Inclua as especificações de operação e metas do processo para os inputs controláveis e críticos
Passo 1 … Liste os Inputs e Outputs do  Processo em Alto Nível
Comece com o SIPOC, Value Stream Map, etc.










Passo 2 … Identifique todas as etapas do processo






Passo 3 … Identifique os Outputs chave de cada etapa







Passo 4 … Identifique os Inputs Chave para cada etapa e classifique


Classificando os Inputs
  Inputs Controláveis:  Variáveis de entrada (x’s) que podem ser alteradas para verificar seu efeito nas variáveis de saída do processo (y’s).  Também chamadas de Variáveis Ajustáveis.
Procedimento Operacional Padrão (SOP):  Procedimentos padrão que descrevem como o processo é executado e identificam certos fatores a monitorar e manter. Também são classificados como Padrão aqueles inputs que não se alteram (p.ex., um operador padrão) e aqueles que quando alterados não afetam o processo (120V > 110V)

Noise Inputs:  Variáveis de entrada que impactam os y’s mas não são controláveis, são de difícil controle, ou de custo muito alto. Ex.: variáveis ambientais como humidade, temperatura ambiente, etc.
Além disso, os inputs também podem ser classificados como críticos:
Inputs Críticos:  Variáveis de entrada (x’s) que as ferramentas (FMEA, SPC, MSE, etc.) provaram ter um grande impacto nas variáveis de saída (y’s). Um conhecimento significante do processo  pode identificar antecipadamente inputs suspeitos de serem críticos.
Passo 5 … Adicione as especificações operacionais e metas do processo para os inputs Controláveis e Críticos






Verifique o Mapa do Processo, revisando-o com seu time multi funcional
Muitos problemas podem ser resolvidos neste nível
Disconexões entre os inputs e outputs chave do processo se tornam óbvios
EUREKA!
O PMAP pode se tornar a base para a melhoria contínua do processo

Resumo
Toda atividade que transforma um input em um output é um processo
Processos de negócio
Processos de manufatura ou montagem
Desenvolvimento do produto
Todos os projetos de melhoria requerem um Mapa do Processo
Um Mapa do Processo informações sobre a relação y=f(x)
Um Mapa do Processo pode ser criado em 5 etapas simples
Os Mapas do Processo deveriam ser atualizados sempre que novas informações são descobertas
O Mapa do Processo é uma ferramenta fortemente ligada ao SIPOC e ao FMEA
Um abraço e até a próxima!